Conteúdos Gerais
Ricardo Lopes

Champanhe ou espumante: saiba as diferenças e características de cada um.

Taças sendo servidas com champanhe

Você sabia que todo champanhe é um espumante, mas nem todo espumante é um champanhe?

A explicação é simples: todo espumante produzido na região de Champagne, na França, é registrado com esse nome, portanto, nenhum outro lugar do mundo pode usá-lo.

Existe uma legislação de vinho francesa, que é uma das mais rigorosas do mundo, e o nome Champanhe é protegido por lei.

Um erro comum que as pessoas cometem é achar que todo vinho com borbulhas é um champanhe, veremos adiante que não é bem assim.

Há algumas diferenças entre eles, como origem, uvas utilizadas e a forma como são fermentados, tudo isso junto dá a cada um deles um sabor único e especial.

Ficou na dúvida? Vamos descobrir se aquela bebida que você brindou ou experimentou em alguma festa ou reunião com os amigos era champanhe ou um vinho espumante.

Espumante é um tipo de bebida. Quando falamos em champanhe, prosecco, cava, falamos em denominação de origem, e essa é a primeira diferença.

Para contextualizar, o champanhe está atrelado à França, como falamos anteriormente, e as uvas que são produzidas na região. O processo é ligado à região do Vêneto, na Itália, feito com a uva Glera. A Cava é um espumante tradicional da Espanha.

Quais as características do espumante e do champanhe?

Espumante

Todo espumante já foi um vinho seco, porém, precisou passar por uma segunda fermentação para ganhar as borbulhas. É nesse processo que o gás carbônico é gerado e retido, formando as borbulhas ou perlage, como também são conhecidas.

Existem três processos possíveis de vinificação para que o vinho se torne um espumante:

  • Método Champenoise

Chamado também de método tradicional, o champenoise tem esse nome porque foi criado na região de Champanhe. Ele faz com que a primeira fermentação ocorra normalmente e a segunda seja feita dentro da garrafa.

  • Método Charmat

Com um custo um pouco menor para o produtor, o charmat também foi criado por um francês, mas hoje é amplamente utilizado na Itália, principalmente, para os proseccos.

Com ele, depois da primeira fermentação, o vinho é fermentado novamente em um grande tanque de inox, junto com as leveduras, e somente depois é engarrafado.

  • Método de transferência

Pouco utilizado, o método de transferência também faz a segunda fermentação em garrafa, depois volta para o tanque de inox, passa pela filtragem e é engarrafado novamente.

Cada espumante tem no rótulo uma palavra que diz respeito ao nível de açúcar, porque o método não interfere nessa característica, começando pelo nature, que é o tipo mais seco, ou seja, que contém menos açúcar, vindo em seguida, o extra-brut, brut, extra-sec, sec, demi-sec e, por último, o doce.

Como abrir e servir um espumante

Geralmente, as pessoas inclinam a garrafa, miram no ar e desafrouxam a rolha até que ela estoure. Isso é bastante comum em festas e comemorações.

Porém, segundo a etiqueta internacional, o ideal é abrir o espumante fazendo pouco barulho. O processo consiste em afrouxar a rolha devagar e ir tirando aos poucos, para que saia o ar e ela perca a pressão.

Diferentemente de todos os outros tipos de vinho, o espumante é a única bebida que pode ser servida como é servida a cerveja, virando um pouco a taça para evitar que os gases saiam da bebida formar a espuma.

O que esperar de um bom espumante?

Além de algumas notas de fermento de pão fresco, que é muito comum encontrar na bebida, há também as notas de flores e frutas brancas ou frutas tropicais.

O que também define a boa qualidade do espumante é o frescor, acidez e a complexidade.

Champanhe

Famoso no mundo todo, o Champanhe é uma bebida clássica produzida na região homônima, situada no nordeste francês, a aproximadamente 150km de Paris.

Como citamos no começo do artigo, Champanhe é a denominação de origem desse espumante e somente quando a bebida é produzida na região, de acordo com todos os processos e diretrizes, é que pode levar esse nome.

A história do país conta que, antigamente, as principais coroações francesas foram brindadas com a bebida, dando a ela um status de nobreza.

O champanhe original é feito com três uvas principais:

  • Chardonnay – branca
  • Pinot Noir – tinta
  • Pinot Meunier – tinta

Existem outras uvas que têm sua cultivação permitida pela legislação de Champanhe, mas correspondem a uma porcentagem pequena de cultivo na região e, por isso, não chegam a ser representativas.

A produção da bebida está atrelada tanto a essas três uvas principais, quanto ao corte de safra, feito estrategicamente para manter o equilíbrio do sabor do espumante ao longo do ano.

Diferente de outros espumantes, o champanhe é feito apenas pelo método tradicional, o “champenoise”, onde a segunda fermentação acontece dentro da própria garrafa.

Saboreando um bom champanhe

Primeiramente, o champanhe precisa ser servido gelado, por isso a taça ideal para ele é a flûte, que possui haste longa, para manter a bebida longe do calor das mãos.

Outra característica para observar, são as borbulhas, quanto mais abundantes e persistentes, melhor a qualidade do champanhe.

Por fim, o aroma, que assim como em outros espumantes feitos por meio do método tradicional, são comuns as notas de fermento, frutas e flores brancas.

Como pudemos ver, apesar do champanhe também ser um espumante, ele possui características muito próprias que o diferencia de qualquer outra bebida.

Por fim, agora que você já sabe as diferenças, em sua próxima comemoração, não deixe faltar uma champanheira para manter a bebida gelada por mais tempo e conservar as propriedades da bebida enquanto estiver saboreando o seu champanhe ou espumante.

Encontre o melhor fornecedor de copos e taças

Se você quer encontrar diferentes tipos de taças para festas, reunião com os amigos, confraternização da empresa ou aquele super evento que pretende oferecer, encontre um lugar que ofereça qualidade e as melhores opções para você.

Para isso, não deixe de conhecer a Krystalon!

A KrystalON, além de fabricar seus produtos, é uma empresa líder no fornecimento de diferentes modelos de copos, taças e canecas para todos os tipos de bebidas. Produtos vendidos com preço especial no atacado e varejo, com peças lisas ou personalizadas

A empresa conta ainda com copos de acrílico, taças de acrílico, canecas personalizadas, champanheiras, pratos, bowls, baldes de gelo e muitos outros itens. 

Seus produtos resistentes são ideais para evitar acidentes com vidro e reduzir gastos com descartáveis, além de serem uma excelente opção para brindar com estilo e personalidade e ainda ajudar o meio ambiente com produtos reutilizáveis para empresas, festas e eventos.

Clique aqui e saiba mais!

Para conhecer todos os produtos da Krystalon, entre em contato.

Acesse o sitewww.krystalon.com.br

Tel.: (11) 5572-9612

WhatsApp: (11) 97979-2200

E-mailkrystalon@krystalon.com.br

Conteúdos Gerais
Você também pode gostar

Posts Relacionados

Conteúdos Gerais
Alan Barbosa

Tampografia, Serigrafia, Sublimação ou Transfer: Qual a diferença?

Confira os métodos mais comuns de personalização: Tampografia, Serigrafia, Sublimação e Transfer. Entenda a diferença de cada processo de personalização e escolha qual se adequa melhor à sua necessidade
Sustentabilidade
Mulher sorridente segurando um copo sustentável green cups
Ricardo Lopes

Green Cups: A Escolha Sustentável para o Seu Dia a Dia!

Descubra como os Copos Sustentáveis Green Cups podem transformar seu dia a dia, reduzindo o lixo e gerando economia.